domingo, 27 de setembro de 2009


Toda Forma de Amor

Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias
Eu tô plugado na vida
Eu tô curando a ferida
Às vezes eu me sinto
Uma mola encolhida
Você é bem como eu
Conhece o que é ser assim
Só que dessa história
Ninguém sabe o fim
Você não leva pra casa
E só traz o quer
Eu sou teu homem
Você é minha mulher
E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor

domingo, 6 de setembro de 2009

Veio na minha cabeça ^^

Ai aii...
quando eu vou começar a levar os homens um pouco a sério?
Quando um deles me amar de verdade!
E enquanto isso não acontece,
eu vou curtiiindo...
com a cara deles? não não,
que isso...
^^

quarta-feira, 2 de setembro de 2009